Qual é a maior dificuldade em encontrar um emprego no exterior?



Hoje em dia nessa era tecnológica e globalizada arrumar emprego em outro país já não é mais tão difícil como antigamente.

O mercado externo busca e investe em profissionais estrangeiros, visando a diversidade cultural e a fácil adaptação com outros países. As áreas de Engenharia, TI, Aviação e Finanças (SAP) são as mais visadas e as que oferecem as melhores oportunidades no mercado internacional.

Mas então porque muitas pessoas sofrem com a Recolocação Profissional no exterior?

Uma recolocação profissional em outro país engloba vários fatores, porém vou listar aqui as 5 maiores dificuldades dos candidatos na procura por um emprego no exterior e você já vai trabalhando as suas competências e habilidades para obter o seu sucesso na sua Carreira Internacional.

1. Idioma: o nível de idioma vai definir o seu cargo. O mínimo exigido para aplicar para uma vaga no exterior é o inglês avançado, a língua oficial dos negócios. Se você ainda não tem, pode providenciar, para começo de conversa, uma entrevista internacional é geralmente dirigida em inglês, então caso você não esteja preparado, já vai parar por aí.

2. Legalidade: Visto e permissão de trabalho. A maioria das empresas aqui na Europa NÃO contratam sem visto, porém existem exceção sim, principalmente para as profissões e cargos em demanda nos países europeus. Então se você não tem visto, saiba que este é o menor dos problemas.

3. Formação: na maioria dos casos a sua formação não é equivalente com o sistema educacional europeu e você precisa voltar para a faculdade para obter o reconhecimento do seu diploma, mas isso somente é exigido para cargos específicos como as áreas de saúde, psicologia, direito, e outras especificidades.

4. Currículo: o modelo padrão de currículo europeu é muito diferenciado do brasileiro, o que dificulta para os recrutadores na avaliação das suas competências, caso você envie o mesmo currículo utilizado no Brasil. Neste caso vale a pena investir em um profissional e fazer uma revisão do seu currículo, carta de apresentação e em muitos casos o seu perfil no linkedIn.

5. Redes de busca: aqui na Europa é muito usado o linkedIn, agências on-line (karriere, Xing) e agências do governo especializadas em imigrantes. Pesquise por agências e empresas que atendam a sua região e foque em enviar seu currículo diretamente para elas.

Se você tem interesse em saber mais sobre: Planejamento de Carreira Internacional, Recolocação Profissional, mercado de trabalho no exterior, estamos aqui para lhe orientar e guiar, ajudando você a ingressar nesta sua nova jornada de morar e trabalhar no exterior.

Ficou com alguma dúvida?

Envie sua dúvida para o nosso e-mail que nós respondemos para você!

Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos.

Boa sorte!

Obrigada e abraços,

Valéria Barros

Consultora de Carreira Internacional

RH Clock-in

#Vagas #Planejamento #Internacional #Carreira

RH Clock-in | Salzburg - Austria
  • LinkedIn

RH Clock-in | Headhunter & Job hunter | Europe