7 coisas que não deve faltar no seu Currículo Internacional



Primeiramente vamos lembrar que o seu currículo voltado para o mercado internacional deve ser elaborado em até duas páginas, para profissionais com até 5 anos de experiência, e até três páginas para quem possui mais de 10 anos de experiência.

Você não precisa, e nem deve incluir no seu currículo, todas as atividades profissionais que já participou na vida, mas sim ser claro e objetivo sobre a sua trajetória profissional, e quais seriam os benefícios em ter você como um futuro colaborador.

Se o seu currículo ainda ao possui estas informações e tópicos importantes, é hora de rever seu documento antes de entrar em contato com “aquele” recrutador internacional. Refaça com calma todos os itens do seu currículo e quando se sentir preparado é hora de agir!

7 coisas que não deve faltar no seu currículo internacional

1 – Contatos no padrão internacional

Deixe claro seus contatos, se possível já com os links prontos para entrar em contato com você, como no e-mail ou LinkedIn por exemplo. O ideal é usar e-mails com padrão internacional, por exemplo, com terminação .com, sem o .br, para evitar que cai na caixa de Spam.

O telefone deve conter + e o código do país de contato, isso é muito importante! Por exemplo no caos do Brasil seria +55 DDD e o número do seu telefone celular, evite usar números residenciais, pois o contato geralmente será feito via Skype ou WhatsApp, devido às altas taxas internacionais.

2 – Resumo Profissional / Professional Profile

Descreve até 5 linhas sua trajetória profissional. Este resumo deve conter:

• anos de experiência

• competências

• idiomas

• principais skills

• certificações

3 – Idiomas / Languages

Nunca esqueça de mencionar no seu currículo os idiomas que você fala e o nível de cada um, lembrando que não vale a pena mentir neste item, pois isso será testado na sua entrevista de emprego.

4 – Certificações internacionais / International Certification

Liste as suas certificações a nível internacional e que sejam relevantes para a sua área, caso sejam muitas, também pode fazer um anexo e enviar junto com o seu currículo e carta.

5 – Competências e habilidades / Skills

Defina aqui o seu potencial como candidato, liste as principais competências que você possui para seu cargo ou área de atuação, fazendo com que a empresa tenha interesse em lhe contratar.

6 – Experiência internacional / International Experience

Fez um intercambio no exterior? Então está e a sua chance de dizer isso aos recrutadores e seguir em vantagem quanto aso demais candidato. Uma experiência internacional abre portas para uma nova cultura e isso é um fator muito importante na contratação de um profissional no exterior.

7 – Hobby / Interesses

Não é extremamente necessário, porém na Europa é comum falar um pouco de você e sobre as atividades que você gosta de fazer o seu tempo livre.

Lembra da premissa “a primeira impressão é a que fica”?

Então, a sua primeira marca na empresa para qual vai se candidatar é o seu currículo. É ele que vai te “vender”, por isso, garantir que o documento esteja 100% perfeito é a primeira obrigação de quem vai procurar emprego no exterior!

---------------------------------------------------------

Tem dúvidas? Agende um horário comigo!

Quer receber dicas e notícias sobre "Carreira Internacional" direto no seu e-mail?

• Inscreva-se na minha NEWSLETTER

Precisando de orientação?

Confira meus Ebooks que vão lhe ajudar e orientar sobre como iniciar sua Carreira na Europa:

• Cover Letter com Foco no Mercado Europeu

• Guia com 29 Perguntas e Repostas - Como utilizar seu LinkedIn e buscar vagas na Europa

• Guia com 50 Perguntas e Respostas - Como seguir Carreira na Europa

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos.

Facebook | LinkedIn

Boa sorte!

Obrigada e um forte abraço.

Valéria Barros

RH Clock-in | Job Hunter & Headhunter

contact@rhclockin.com

#Planejamento #Europa #Vagas #recrutamento #Currículo #resume

RH Clock-in | Salzburg - Austria
  • LinkedIn

RH Clock-in | Headhunter & Job hunter | Europe